Amando um Paki man .... Última Parte

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011
E vamus ficando por aqui....... a última parte da linda história de Amor de nossa amiga Mia e seu Pak man....


Última parte


Lembram daquele Amir, primo dele, que eu disse que adorei conhecer no 1ºpost que escrevi? Esse aí ajudou-me imenso nos últimos dias na vila. No meio daquele estresse, ele foi a única pessoa que dizia coisas acertadas que tinham o condão de me acalmar.
Apesar de tudo, das coisas más, adorei estar lá e espero voltar um dia num futuro próximo quando a vida estiver mais estabilizada. Mas quando voltar será no Verão em época de céu limpo ;)
Continuando...
Estive mais 6dias em Islamabad antes da dolorosa partida.
Aproveitamos os dias bem juntinhos, longe do estresse da vila, para recuperarmos o tempo de relax que qualquer recém-casado deve ter para bem da relação a dois.
Nesses últimos dias demos uns passeios, comemos, dormimos, descansamos. Foi mesmo muito bom, teria essa vida pra sempre junto dele mesmo ali no Paquistão ehe

Fomos a algumas embaixadas, para sabermos acerca do visto para ele, já que eu não vou viver sempre em Portugal. A área das embaixadas fica numa zona protegida da cidade. Para entrar lá, passamos por uma série de controles de segurança e ainda temos que pagar. Depois vamos de ónibus que faz paragem nas diversas embaixadas.

Também num dos dias fomos com uns amigos dele ao Monal Restaurant, que fica quase no topo das montanhas. Tem uma vista maravilhosa, vale mesmo a pena ir lá. Conselho que dou, é irem ainda de dia quase na viragem para a noite. Assim vêem de dia e de noite a maravilhosa vista da cidade.
O restaurante é chique e nem parece que estamos no Paquistão. Tem também lojinhas, mas achei as coisas meio caras lá. O problema é o frio, apesar de ter lá o aquecedor nas esplanadas, há sempre bastante frio. No Verão é que deve ser bom.
Bebi um chocolate quente e o problema foi na volta. O carro dá curvas e contra-curvas naquela estrada e eu fiquei super mal disposta, pedi para eles pararem o carro, quase ia vomitando. Não vomitei, mas a verdade é que passei toda a noite mal disposta... Nessa noite meu pak nem me tocou, acho que bastava um dedinho que eu enjoava, estive mesmo mal. Mas no dia seguinte passou.

Vi pela janela um casamento que ia ser feito no hotel onde estávamos hospedados. Os noivos vieram numa carruagem. O interessante da história foi ver que houve quem atirasse dinheiro para que quem estivesse por lá apanhasse, e as meninas a dançarem na rua :)

O último dia foi passado no hotel a aproveitar os últimos momentos juntos, mas a tristeza era já muita :(( Então a noite nem se fala... Pedimos também na recepção para que um táxi estivesse de madrugada à nossa espera na entrada do hotel.
No dia seguinte, acordo cheia de sono, sem forças, masssss com muito sacrifício levantei-me e aprontei-me para partir =((( Chegamos lá abaixo e o que acontece? O táxi avariou.... O taxista estava tentando a arranjar o motor ou sei lá o quê. Fez tentativas para por o táxi a funcionar...mas não deu!!

Não existe central de táxis e àquela hora não tinha tantos táxis na rua passando. Mas tentamos e tentamos, até que ao fim de não sei quanto tempo, consigo um táxi. Mas nesse tempo foi uma preocupação com medo de perder o voo, eu estava já desesperando de novo... Bom, acho que o Paquistão queria-me lá à força toda!! ihih

Fui para o aeroporto e mi amor deixou-me por lá na fila perto da entrada. Lembro-me da última vez que o vi...foi muito doloroso :'((((( Aguentei para não chorar, não queria passar vergonha.
Essa fila dava para o controle das malas. Todas as malas são abertas em frente dos funcionários, que apalpam e tiram as coisas pra fora pra ver. Ou seja, se têm as malas super cheias, com as coisas todas organizadas... esqueçam que lá eles abrem todas as malas e vasculham. O mal é fechar a mala outra vez... :// Depois ainda passam por raio-x, tudo por razões de segurança. Depois tem o check-in, e de seguida tem a fila dos homens e das mulheres para o raio-x da bagagem de mão. Mesmo que não apite, somos apalpadas por mulheres numa parte coberta dos olhares masculinos. Depois vai-se para o embarque.
Nas Emirates eles disseram para ir com 4horas de antecedência antes da hora de partida. Achei um exagero e perguntei porquê. Eles responderam por razões de segurança. Agora percebo o motivo...isto porque quando lá chegamos, desde a fila em que o meu pak me deixou no aeroporto até ao check-in as filas são enormérrimassssss e levam tempo...já imaginaram a quantidade de gente que vai de viagem num aeroporto que não está preparado para tanta afluência.
Massss euuu firangi tive direitos de passar à frente...eheh Um funcionário do aeroporto pega em mim e passa à frente de todos, ajuda-me a transportar as malas, fez tudinho até ao check-in. Mas depois quis gorjeta claro. Fiquei com pena de não ter nenhuma rupia para lhe dar, os últimos trocos tinha deixado com meu amor. Então ele pede dólares...e eu digo que não sou americana, não tenho nada disso. Por acaso tinha euros que até não é mau, mas só tinha notas de 5€ e era muito pra lhe dar. Por isso pedi muitas desculpas por não ter dinheiro nenhum e agradeci. Ele lá se foi embora conformado...

Até entrar no avião, as filas são sempre enormes, mas com o check-in feito já não estava preocupada.
Adorei voar nas Emirates, é de fato uma companhia de excelência em tudo... Equipamento, serviços, atendimento. Reservei um dia para estar em Dubai, e outro para estar em Londres, antes do meu regresso para Portugal.
Custou-me muito passear por Dubai sozinha longe de meu pak, mas gostei da cidade. Só não gostei duma coisa que é essencial pra mim...o clima. É sempre Verão ali. Estava já em Dezembro, próximo do natal, e clima de verão?? Ohhhh no!!! Pra mim não... Chego a Londres e está neve... Aí sim...a gente já se entende. Chega a Portugal está normal. Mas eu sempre muito triste por estar de repente tãooo longe outra vez...mas ao mesmo tempo feliz, porque agora as coisas já não iam ser como antes...eu já o tinha conhecido, à sua família também, já tínhamos vivido e partilhado muitas coisas, já estávamos casados, planeando agora a nossa vida em conjunto com fatos concretos, pois legalmente somos marido e mulher. Finalmente a net tinha passado a realidade!!! =))

Agora só precisamos de saúde, muita fé, amor e muitaaaaaa paciência...pois a nossa saga ainda não acabou... ;)

No fim de toda essa jornada, as minhas conclusões foram:
- É sempre um risco. Apesar de já conhecer a família via net, poderia não ter dado certo, e tudo poderia ter sido uma falsidade. Por isso, como em tudo na vida, dependemos da sorte.
- Na minha opinião é importante a família dele ter conhecimento e aceitar, pois tudo fará mais sentido, e não haverá tanto lugar para um eventual arrependimento se tudo for do conhecimento de todos. Sentirmo-nos respeitadas e aceites, apesar de todas as diferenças, é maravilhoso.
- Ir com a mente muito aberta para tudo, e ir com grande conhecimento da cultura, dos costumes, religião, etc.
- Ter dinheiro para emergências, pois como viram tive que alterar a minha passagem de avião. Paguei uma multa de 100€ na Emirates para a alteração, e meu voo na Easyjet Londres-Lisboa foi para o lixo, ou seja, paguei ainda mais 75€ para ir num outro voo.
- Tentar não brigar por coisas parvas, e não levar tudo tão a sério, senão corremos o risco de ir destruindo aos poucos a relação e ir 'matando' o sentido de toda essa jornada em busca do amor no Paquistão. Falo isto porque, apesar de nunca ter posto nada em causa, durante as confusões que tive na vila se eu não tivesse cabeça fria em certas situações, muita coisa poderia ter dado mal!!
- Por fim, sem dúvida que somos mais iguais que diferentes, lá nunca me senti de outro planeta. Somos todos seres humanos, as coisas mais básicas são feitas da mesma maneira, e o fim último da vida é o mesmo para todos....sermos felizes! ;)
Boa sorte a todas as meninas com a mesma história que eu!!!

(Dentro de 2dias terei meu blog activo para todos para contar mais sobre a minha história - http://mundodamiamia.blogspot.com/ )



Bjuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

5 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    E quem banca a viagem, hotel, tudo enfim ? me parece que é sempre as apaixonadas de plantão...

    "Fiquei com pena de não ter nenhuma rupia para lhe dar, os últimos trocos tinha deixado com meu amor."

    Sei não...tudo me parece um pesadelo do principio ao fim !

  1. Mia disse...:

    Oii linda!!! Thanks por teres tornado público meu blog. Sóoo espero não ter más experiências com blog como muitas já tiveram devido a comments como esse acima eheh mas eu não ligo ;) Beijooo*

  1. Thaís - Thatha disse...:

    Oie amiga.. então... foi um acidente.. geralmente não publico coments anonimos ... eu publiquei em vez de excluir.... se vc quiser eu o deletooo.. aff!!! NInguém merece.... essa coitada... despeito inveja... imagina só.. deve ficar caçando coisas na internet para invejar ou criticar.. liga não... pessoas infelizmente assim existe ;)

  1. Shuzy disse...:

    Menina! Faz tanto tempo que não venho aqui, e quando apareço, quantas novidades, hein!?
    Adorei tudo... Corajosa você!

    (Nesse retorno, notei que ainda não seguia teu blog, já dei um jeito, assim, não te perco... hehehe)

  1. Thaís - Thatha disse...:

    Shuzy... essa história não é minha e sim de uma amiga eu só publiquei aqui.. pois ela me autorizou.... ela começou a escrever se próprio blog.... está no fim do post.... mais mesmo assim pra fazer o q ela fez n é pra qualquer uma não....

    Bj