Leis em países Islâmicos

sexta-feira, 13 de agosto de 2010
Ando vendo duas coisas sobre esse assunto rodando na mídia e na web e resolvi dar minha opinião, não iria falar sobre isso, pois tenho um opinião que é um tanto polêmica sobre essas coisas que envolvem direitos humanos misturados com costumes e cultura.

Primeiro caso Brasileira (tinha que ser... lol) de 14 anos é presa nos Emirados por praticar sexo com um pakiboy.....

No MEU ponto de vista... onde estão os pais dessa garota????????? é simples.... como ela conseguiu piriguetar lá pra aquelas bandas????
Eu penso assim temos costumes e modos de vida.......... temos que entender de uma vez por todas que se vc vai para qualquer lugar do mundo.. não adianta achar que vai poder fazer todas as mesmas coisas que não vai ..... principalmente em um país islâmico com leis que respeitam a Sharia......... bem severa nesses casos com locais .. imagina com uma baby girl que já acha que é mulher, mais nem saiu das fraudas e já está partindo logo para os finalmentes. Isso é lamentável e mais uma vez nossa imagem de brasileiras é queimada no mundo Islamico.. aff  Não querendo defender o paki.. pq ele tbm está errado.... mas enquanto no mundo existir mulheres assim que não se resguardam.... existirá homens que estarão alí.. só esperando o consentimento delas para deitar e rolar diga-se de passagem...


Segundo caso  Mulher que comete adultério no Irã é condenada a morte por enforcamento.

Esse é muito mais complexo e triste.. por todos os fatos e tentativas de vários governantes que tentam lutar para que ela recebesse exílio e sua pena de morte não fosse executada.

Quero deixar bem claro que sou a favor dos direitos humanos, e a vida pertence a Deus e somente ele pode tirá-la.

Mas voltando naquele assunto, hoje minha mãe estava me questionando e fazendo co-relações de islã+ leis. Pois a mídia divulga as notícias fazendo um alarde tão grande que realmeente todas as pessoas leigas sobre alguns assuntos ficam indignadas e sem entendimento do que acontece nesses países em que as penas de morte são aplicadas sem dó nem piedade.

Leis são feitas para serem cumpridas, independente se é x ou y..... lei é lei.... tem que ser cumprida. Agora se uma pessoa infringe a lei deve ser punida, ou seja, não quer ser punido(a) não infrinja a lei... fácil.

Em alguns estados dos US é aplicado a pena de morte para alguns tipos de assassinatos, essa Iraniana teve participação na morte do marido e antes tinha cometido adultério. Sei que não sabemos de todos os fatos...e principalmente do que levou a ela a cometer tais atos.... mas uma vez como se meter nas leis de um país....

Quer dizer então que nosso presidente lula vai ficar intervindo no corredor da morte no US toda vez que uma mulher trair e participar da morte de seu marido for condenada a cadeira elétrica ou injeção letal?????
Me falem qual a diferença entre enforcamento, injeção letal, cadeira elétrica. De todas essas formas estarão tirando a vida de um pessoa sem o consentimento de Deus.

Realmente é um fato que a população ocidental adora se meter com coisas que está fora de seu entendimento,  principalmente em países que não usam a pena de morte em hipótese nenhuma e preferem soltar alguns indivíduos pra rua e contar com a sorte de eles estarem reabilitados para conviver em sociedade novamente e não tirarem a vida mas de ninguém (em alguns casos esse final feliz não acontece).


Em fim............... sou a favor do cumprimento de leis em qualquer instância, pois imaginem o mundo sem essas benditas leis... aí sim seria terra de ninguém, louvado seja o Profeta Mohammad (a paz e bênçãos estejam com ele) por ter sido escolhido por Deus a propagar o Q'uran sagrado e tornar esse mundo um lugar com princípios a serem vividos. Mas é realmente muito triste ver essas coisas acontecendo..... então em vez de ficarmos criticando e apontando, deveríamos realmente se preocupar com coisas absurdas que acontecem em nosso país,  tenho certeza nosso ilustre presidente nem toma conhecimento de muitos casos e isso é triste tbm.
Antes de querermos mudar o que está fora do nosso alcance deveríamos primeiro se preocupar com o que está bem perto........ e se indignar por aqui mesmo... tenho certeza que teríamos muita coisa para ocupar o tempo.

Meus caros amigo e amigas não cumpriu arque com as consequências de seus atos. Simples assim.

17 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Realmente LEI É LEI, e independente de ser jusfta ou injusta temos de respeitá-la. Se seu destino for ir para o AFEGANISTÃO casar e constituir família, vai, aparentemente, se sertir mais em casa do que aqui no Brasil, pois assim que os americanos sairem de lá os Talibans que estão bem VIVOS voltam e imporão a suas leis.E como LEI É LEI, pra que questioná-las né? Aliás, tem uma lei aprovada recentemente no Afaganistão que é muito...como direi...interessante. Caso a mulher se recuse a manter relações sexuais com o marido, este pode PARAR DE ALIMENTAR sua mulher. Ou seja, ela pode ser morta por privações de alimentos. Claro, não é bom questionar, pois não sabemos sobre A CULTURA deles não é mesmo?E esse papo de direitos humanos ser conceito SUPRA, ou seja, valor universal que se impõe mais leis religiosas ou constitucionais, é um papo que cansa...deixemos os civilizados com suas barbaridades eos bárbaros com suas civilidades. E viva as LEIS! Ah..e quanto a menina brasileira que foi dar para um paki...a vaga piriguete tá tendo o que merece não? quem mandou n.;ão respeitar as leis?¹

  1. Thaís disse...:

    Não costumo publicar coments anônimos, mas esse me deixou verdadeiramente com vontade de responde-lo a altura. E postar aqui para todos lerem.


    Então sr. ou sra. anônimo ... fico a k me perguntando o pq de não se indentificar..... mas acho que é pelo tom ofensivo e as críticas sobre o que escrevo.....

    Que fique bem claro que todas as coisas escritas aqui fazem parte de mim ....... são visões particulares a respeito de assuntos diversos.

    Aprendemos desde a educação infantil conviver em sociedade respeitando leis e o espaço que há entre você e seu próximo.
    Em relação se a lei é justa ou injusta isso não temos do que reclamar... como eu já disse elas são feitas para organizar uma sociedade de acordo com questões culturais. Por Exemplo:
    Algumas leis são feitas para alguns lugares... então essa lei que vc citou aí em cima realmente existe no Afganistan...... Não podemos simplesmente se meter em questões desse tipo, principalmente por a realidade ser bem diferente da nossa..... isso foge total do entendimento de qualquer ocidental, como várias outras questões. Não é questão de ser conivente ou achar correto, mas tem coisas que são feitas e não são pra serem questionadas por nós mas sim pelos próprias cidadãs Afghans em questão.

    Outro ponto que vc tocou, os Talibas........ esses não voltaram a governar.... A muito tempo os cidadãos Afghans estão voltando para fortalecer a segurança de suas propriedades , e sobre isso eu bem sei...... e estão se aliando para protejer de Talibans seus direitos e terras lutando de igual pra igual, pois bem sim lá eles lutam de igual pra igual.


    E o que vc sabe sobre ser civilizado ou não..... no meu conceito de civilização vc é uma mero(a) barbara invadindo aqui comentando e não se identificando.

    E não sei realmente em que mundo vc vive, ou em que buraco.... não existe aí pra vc veículos de informação......... nosso "mundo ocidental" é co-habitado por selvagens vestidos de ternos e gravatas..... ou com sub metralhadoras no topo de morros..... ou vestem farda e ao invés de proteger os cidadãos matam inocentes nas ruas por puro despreparo profissional...

    Que mundo é esse que você vive tão cor-de-rosa que é tão civilizado que mata e contrabandeia madeira protegida por lei e transporta animais silvestres em tubos de PVC, só para ganhar dinheiro.

    QUe mundo civilizado é o seu que faz safares em pleno pantanal e mata onça pintada por simples desejo de ve-las morrendo.

    Que mundo civilizado é o seu que em todas as eleições elegem pessoas que sabem não prestar.. mas ta pagando a dentadura então ta tudo bem....

    Que mundo civilizado é o seu que condena um doente mental que matou sei quantas mulheres por estupro e depois o solta e permite que ele mate sei quantas mais.

    E muitas outras coisas horríveis que acontecem todos os dias em "SEU MUNDO" civilizado que vc nem tem conhecimento.......

    Agora meu bem se vc acha que perante todas essas coisas que citei são corriqueiras de "mundo ocidental" muito menos do que a mulher ter que cumprir seu dever de esposa para com seu marido.

    REALMENTE OS VALORES DESSE MUNDO ESTÃO PERDIDOS.

    BARBAROS SÃO CHAMADOS DE CIVILIZADOS E CIVILIZADOS DE BARBAROS.

    ci.vi.li.za.do masculino (plural: civilizados; feminino: civilizada; feminino plural: civilizadas)
    Que tem civilização.

    Bem educado, cortez, urbano.
    Culto, esclarecido.

    Acho que de 190 milhões de brasileiros nem a metade sem enquadra nesses adjetivos do que realmente é ser civilizado.

  1. é cada um que aparece né... o anônimo aí de cima com certeza leu o manual de convivência mister Bush... Eu não falo nem se a lei é certa ou errada, se é certo prender ou não... só me pergunto que a garota é uma coitada, aos 14 anos já passando por esse tipo de situação por não se valorizar, não entender que ainda é mto cedo pra pensar nessas coisas.

  1. Manahil disse...:

    Thaís, Bem,concordo plenamente com vc em tudo.... Esses brasileiros civilizados deveriam se preocupar mais em arrumar a própria casa (seu país) e deixar que a justiça de outros países sejam (re)formuladas pelos seus habitantes nativos, que sabem oq é melhor pra eles...
    é facíl criticar a lei de um país, DIFÌCIL é educar as nossas crianças e ensinar como devem se portar em todas as fases da vida e em todas as situações.
    Jean piaget já dizia... Eduque a criança e não precisará punir o homem.

    Fica com Deus!!

  1. Flovi disse...:

    "Me falem qual a diferença entre enforcamento, injeção letal, cadeira elétrica. De todas essas formas estarão tirando a vida de um pessoa sem o consentimento de Deus."

    Realmente, Thaís, não há diferença nenhuma entre enforcamento, injeção ou cadeira. O problema é quando a mulher tem que ser enterrada até o ombro, tem que ficar com a cabeça de fora e receber pedradas. E olha que as pedras não podem ser muito grandes, senão mata depressa e a mulher nem sofre muito. Será que esse tipo de morte não é mais brutal que as outras? E será que intervir numa lei dessas não seria nossa obrigação enquanto seres humanos? Será que pedir que a mulher pelo menos tenha o direito a receber uma injeção letal ou então um tiro na testa ao invés de ser APEDREJADA lentamente não faria parte de nosso papel enquanto seres humanos?

    Pois bem. Tempos atrás eu li aqui que você é terminantemente contra o aborto. Mas e nos países em que o aborto é prática legal? Lei é lei, não é mesmo? Então porquê advogar contra uma lei que existe em vários países e que está em ampla discussão no Brasil? Afinal, não deveríamos intervir naquilo que não conhecemos. Afinal, não deveríamos questionar. Será que tem que ser assim mesmo? Será que o verdadeiro respeito pelas outras culturas está no fato de silenciarmos para os absurdos que acontecem nelas em detrimento dos direitos humanos? Não seria mais vantajoso tentar dialogar com as outras culturas tendo por base argumentos racionais que vão além de meras crenças pessoais? Cultura é algo intocável que nunca deve ser questionado? Mesmo quando a cultura fere, abusa e mata?

    Desculpe-me se soei agressiva. Eu gosto bastante do seu blog e acho que você escreve muita coisa com consistência. Vejo um esforço muito grande da sua parte em não ir com a maré, em pensar por conta própria. Acho muito louvável tudo o que você já postou sobre o conflito entre israelenses e palestinos, em que claramente os israelenses são os vilões da história. Também como alguém que tem toda uma base educacional fincada no espiritismo, eu não pude deixar de gostar dos seus posts sobre aborto, ainda que eu veja que os mesmos dizem respeito a nossas crenças pessoais. Eu sinceramente esperava que você fosse tratar dessas questões de DIREITOS HUMANOS com o mesmo afinco que tratou do aborto. Enfim.

  1. Thaís disse...:

    "Quero deixar bem claro que sou a favor dos direitos humanos, e a vida pertence a Deus e somente ele pode tirá-la."

    Oie Flovi... críticas identificadas são bem vindas, não considerei seu coments agressivo, temos mesmo que defender nosso ponto de vista.

    Então.... Queria eu aqui saber pq choca tanto isso.......é tanto divulgado.... enquanto aqui dentro do seu próprio país os absurdos que são feitos com pessoas nos morros do Rio ninguém nem se importa, ou até dependendo da localidade em que mora nem imagina os requintes de crueldade em que as pessoas são executadas, e ser enterrados até o pescoço seria menos doloroso.... Não vou citar aqui pq realmente é repugnante e triste de mais...

    O que vai dentro de mim e pode ter ficado mal explicado é que Direitos Humanos se existe não pode negligenciar ninguém...... se defende contra o cumprimento de leis islâmicas, tem que agir contra as leis dos morros e das periferias de todo mundo.


    E vamos combinar que muitas pessoas ruins só fazem coisas porque sabem que n serão punidas e que na hora do vamu vê os direitos humanos evitam que recebam o que merecem.... por causar dor em muitas pessoas.


    Em fim.... sou contra a negligência em que o mundo sofre, uns são salvos outros não.

    Se não salva um, é melhor não salvar nenhum.... ou se salva um devem intervir em todas as situações em que o ser humano é humilhado e negligenciado. O que não pode acontecer é o que sempre acontece pessoas passando por situações degradantes em vários lugares do mundo e as atenções sendo direcionadas para a interferência só pq está acontecendo em um país islâmico.... pq se acontece aqui no Brasil nem divulgado é .. e quando é divulgado entra nas primeiras pág daquele jornal bem podre que se torcer sai sangue, fazendo com que muitos nem fiquem sabendo, pois ninguém lê esse tipo de jornal.


    Então não podemos comparar tbm as situações uma coisa é condenar um ser puro indefeso a morte,e outra é querer comparar isso com outros tipo de morte que estão envolvidas em crimes e traições...

    Bom é isso!

  1. Denise Bomfim disse...:

    Salam, Thais! Ramadan Mubarak!
    Que lindo o seu Blog e gosto muito de seu jeito de escrever!
    Quando tiver um tempo livre, visite-me tb,
    Subhana Allah!

  1. moniquebrasil disse...:

    Traição deve ser crime?
    Isso não é um "problema" que envolve valores de ordem moral? Um estado-nação pode determinar quais valores morais irão reger a vida dos seus cidadãos?
    Um estado deve determinar qual comportamento religioso eu devo ter?
    Um estado deve determinar com quem eu faço sexo?
    Transar é mais grave do que matar?
    Os assasinatos cometidos nas favelas no Brasil são legitimados por nossa lei e têm a intenção de proteger a religião cristã (que predomina aqui)?
    Você, sendo mulher, teria condições, liberdade e autonomia suficiente para ser cristã nascendo numa família mulçumana, dentro de um estado islâmico?
    Se essas leis desses países ferissem a sua crença (mulçumana) e seu codigo moral você continuaria afirmando que leis são leis e devem ser cumpridas?
    Por favor responda esses meus questionamentos.

  1. Hürrem disse...:

    Oi Thais eu gosto muito do teu blog, me emociono com a tua história de amor, até porque eu sei o que é isso, já estive nessa situação e hoje moro com meu amor aqui na Turquia, que é um país onde as pessoas são 99% muçulmanas. Então posso te dizer que aqui a religião não interfere nas leis do país, pois o Estado é laico. Aqui mulher ser apedrejada, enforcada por traição e outras coisas mais não acontece...se acontecer será na parte leste do país, onde está a população menos desenvolvida e mesmo assim, quem praticar tais crimes já sabe que será julgado e preso pelas leis do país...sendo assim, por viver num país onde a maioria é muçulmana, posso te dizer que aqui as pessoas respeitam a religião dos outros, ninguem é obrigada a andar coberta e essa prática selvagem de apedrejamento e outras coisas mais não é tolerada e nem aceita pela sociedade..pelo que vejo aqui eu creio que as pessoas podem ser muçulmanas e não praticarem tais atos, podem viver numa sociedade respeitando os direitos humanos e preservando aquilo que está dentro de todos nos seres humanos,independente da nacionalidade e cultura, que é a preservação dos valores morais e éticos, e a meu ver matar pessoas, a pedradas , enforcadas, na cadeira elétrica, no pau de arara,seja como for, ou onde for, isso não faz parte de nenhum valor moral de qualquer ser humano. Em resumo, é verdade que a mídia sempre dá aquele "plus" a mais quando a noticia é relativa ao mundo muçulmano, masss eles até podem aumentar a coisa, mas não inventam...e nós não devemos nos conformar com esse e nenhum outro tipo de violência seja aqui no nosso país, nos EUA ou no mundo islâmico. Em resumo, desejo que essas sociedades que desejam se aprimorar e rever suas leis cruéis olhem para a Turquia e a tomem como exemplo de país muçulmano porém com Governo laico, onde existe a tolerância religiosa e onde as mulheres tem seu lugar ao sol. Um grande abraço.

  1. Thaís disse...:

    "outros tipo de morte que estão envolvidas em crimes e traições..." não disse que quem trai comete um crime e tem que morrer... Oh Allah!!!!!

    Monique.....

    Você formulou bem as perguntas, mas em todas elas você quer fazer uma comparação que não existe ou não deve ser feita.
    Você já leu o título do meu blog????? ENTRE DOIS MUNDO..... o que isso deve significar??????
    Xoque cultural............. 1 MILHÃO de diferenças entre coisas grandes e graves e pequenas e simples...... coisas que chocaram e encantaram....... e pq isso acontece?... pq estamos em mundo diferentes... com costumes diferente.... em meu caso aprendendo todos os dias.

    Não fiz esse blog para esculachar sempre com o meu país e vangloriar outro sistema.... Fiz para delimitar todas as diferenças..... respeitando o novo e enfatizando o que já conhecemos e que realmente não funciona..... muitas coisas em nosso país é falida..

    Quando falo sobre qualquer coisa islâmica, seja sobre pessoas,costumes, leis ou qualquer outra coisa.. estou expondo uma situação, e em alguns momentos tirando as minhas conclusões, mas em nenhum momento sublinhando se está certo ou errado.

    Eu jogo a situação e falo sobre o que eu acho... sem dizer isso é certo ou errado....

    Temos uma mania muito feia de imitar a América do norte e julgar, excluir, ter atitudes racistas.. e muitas outras coisas que o brasileiro faz a outros países menos desenvolvidos que o nosso.
    Essa é a pior forma de deixar de enxergar o que precisa ser mudado aqui e direcionando aos problemas de outros países que possuem mais problemas que o nosso.

    Temos que de uma vez por todas livrar nossos corações com o preconceito de qualquer tipo.

    Desculpa se minha resposta n foi de grande valia sobre seus questionamentos, é que aqui eu priorizo argumentos livres de preconceitos, visando sempre expor algo.... dos dois mundos.
    E se você quiser saber mais a fundo eu sugiro que antes de qualquer coisa vc procure tirar o preconceito sobre algumas coisas, pois esse sim consegue manipular as pessoas.


    Hürren tudo isso que vc disse é a pura realidade, tenho certeza que as coisas mudam em seu tempo, e realmente não é os direitos humanos que mudarão todas as coisas, mais sim o próprio ser humano que se dará conta e mudara o sistema.

  1. moniquebrasil disse...:

    Você não respondeu as minhas perguntas. Mas é porque eu e você sabemos as resposta que você poderia dar e não sair como preconceituosa,ñé?

    "Temos que de uma vez por todas livrar nossos corações com o preconceito de qualquer tipo."
    Mas com relação a pessoas de 14 anos que transam, não, né?


    "Temos uma mania muito feia de imitar a América do norte e julgar, excluir, ter atitudes racistas.. e muitas outras coisas que o brasileiro faz a outros países menos desenvolvidos que o nosso."

    Sou esquerdista, meu bem! Na questão iraniana e sobre o estado palestino, sou totalmente contra o posicionamento estadunidense. Então meu julgamento passar longe de ser um pré-julgamento baseado em admiração por essa cultura imperialista.

    Me perguntaram isso no meu blog:
    1- Se devemos obedecer cegamente e sem exceções as leis de um país e sua soberania, pq reclamam da proibição do véu na França? A França é um país laico, soberano e deveria ter o direito de legislar o que quisesse e bem entedesse.

    Só para reflexão, tá?

    Se eu fosse preconceituosa não defenderia o uso do véu na França. O meu problema não é contra o islamismo.Para mim é como todas as outras religiões nas quais não creio.MEU PROBLEMA É CONTRA UMA MULHER SER PRESA OU APEDREJADA POR FAZER SEXO e meninas-mulheres brasileiras defenderem isso. Meu problema é um país ser governado por leis religosas.Meu questionamento é julgarmos a moral dos outros por aquilo que escolhemos como correto para nós mesmos.

  1. Thaís disse...:

    rsrsrssrrsrsrsrs...

    Minha querida Monique.. ops desculpa minha não.... nem te conheço né....

    Então...quando entramos em um espaço alheio..... temos que examinar sem pré - conceitos tudo que é dito, pois primeira mente eu posso sim ter minha opinião mesmo fulano, beltrano e ciclano não concordando. E vc querendo ou não, concordando ou não é obrigada a respeitar a opinião dos outros e principalmente a minha em meu Blog, mesmo tendo opinião diferente.

    Tentei responder seus questionamentos com minhas idéias sobre o assunto, mas para pessoa que só aceita a sua verdade não importa que eu escrevesse 1.000.000 de linhas que n te convenceria. E nem quero.. minha intenção aqui não é convencer ninguém.

    E outra vc diz que n é contra o que fizeram em proibir o uso do véu na frança, errata o que foi proibido lá foi o Niqab, pq Xador (Burca) só é usado no Afghanistan, mesmo assim o Véu ainda é usado por todas muslimas nesse mundo.

    Como ser a favor do véu e ter algumas opiniões meio contraditórias......... Quem é a favor do véu nunca pensaria que é uma coisa normal uma garotinha de 14 anos transando em um pais Islâmico como se tivesse no país dela.. onde se ela quisesse aos 14 dar até pra três ao mesmo tempo, se os pais não ficassem sabendo tudo bem...

    HJ em dia se Banalizou a moral..... e tudo é normal..... por isso que cada dia que se passa aos nossos olhos muitas das coisas que deveriam ser sim criticadas são tidas como normais.

    "MEU PROBLEMA É CONTRA UMA MULHER SER PRESA OU APEDREJADA POR FAZER SEXO e meninas-mulheres brasileiras defenderem isso." Querida em momento aqui defendeu isso.... vc está equivocada ou não sabe ler direito... nunca defenderei qualquer atrocidade como essa.

    O que eu deixei bem claro que em quanto país de costumes quiser impor o seu sistema a guela a baixo como andam fazendo nda funcionará e o objetivo ficará distante cada dia mais.

    E outra coisa que falei foi que ..... nos preocupamos muito com coisas internacionais que acontecem e esquecemos as atrocidades que são feitas bem aqui.... e ninguém se mete.

    O que em todo momento tentei dizer é que a solução para algumas coisas talvez seria de ser no tempo delas......
    Mas acho que isso esta longe de acontecer.... como evitar o ódio deles ... impossível..... é só parar para refletir o que a maioria sofre e ainda sofrerá por meras táticas de um hipócrita governo que usa de táticas baixas e horríveis pra ter o que deseja.


    E a respeito do que eu acho sobre esse comportamento dessa garota.. faça mil favor.... se algum dia vc tiver uma filha e aos 14 anos ela fizer isso e vc achar normal..... Aí na MORAL..... vc esqueceu como uma mulher deve se resguardar e cuidar do bem mais valioso que tem.... sua mente e principalmente seu corpo....


    É ..............eu acho que é só isso!!!

  1. Gabi! disse...:

    Como alguém por aqui já disse, o Estado deve se basear numa constituição formulada para que a sociedade viva em harmonia, como elemento unificador de todas as pessoas de uma nação, independente de suas diferenças individuais. É simplesmente um absurdo que o conjunto de leis sob a qual uma sociedade inteira vai viver tenha valores religiosos! Qual religião é a melhor? O islamismo, o judaismo, o cristianismo? Quem é alguém para responder a essa pergunta? A fé deve vir de dentro de cada um naturalmente, não ser imposta por um Estado. Tem algo que defina que toda pessoa que nasce num país islamico será muçulmana? Não por lei, mas por vontade própria? Obviamente que não. Eu defendo um Estado laico onde as pessoas se respeitem e respeitem a individualidade umas das outras, acima de qualquer coisa. A questão que alguma pessoa levantou sobre o uso da burca na França é a mesma situação. O Irã quer que não haja intervenção internacional no seu governo, mas os países islamicos não gostaram quando o uso da burca foi proibido na França, né? Essa história de que leis são leis e não devem ser discutidas é o maior absurdo do mundo. Vamos começar pelo ponto de que as leis são feitas por um grupo restrito de pessoas e não tem um consenso quando são instituidas, certo? Se não são todas as pessoas que tem acesso a formular as leis, então obviamente quem não tem esse acesso tem o direito de ir contra o que é instituido. Caso o contrário, viveriamos sob governos opressores... Graças a pessoas que foram contra as leis hoje em dia nós, mulheres brasileiras, temos direito ao voto e somos vistas no mercado de trabalho como pessoas que fazem a diferença. Mas alguém teve que se mexer pra isso acontecer, não simplesmente aceitar as leis como elas eram. Assim como na época da Ditadura, muitas pessoas morreram por ir contra o governo, e graças a essas pessoas hoje temos liberdade de expressão no nosso país. Às vezes você defende um país islamico por não saber na pele como é ser uma mulher lá, pois aqui você tem a liberdade de postar no seu blog o seu ponto de vista, e lá você não tem sequer a liberdade de ver o que as pessoas falam contra o seu Estado. É muito fácil defender uma coisa que não se vive. Lembre-se mais uma vez, se hoje o mundo é um lugar melhor, é porque um dia tiveram pessoas que botaram a boca no trombone em nome de algo maior do que existia. Muitos judeus morreram no Holocausto, muitos negros foram escravos e morreram sob condições horrorosas. E é isso aí, o Brasil e o mundo está certíssimo em ir contra o apedrejamento da Sakineh, porque com certeza muitas mulheres já morreram por lá, e tá na hora disso parar! Quando a menina que fez sexo em Abu Dhabi com o paquistanês, a mesma história, valores morais não devem ser visto como leis. A COISA MAIS LINDA DA VIDA HUMANA E A LIBERDADE, É PRECISO EXIGI-LA!!! Se é ou não certo fazer sexo com 14 anos, quem julgará são os pais da menina, como menor de idade. E para terminar, um trecho do livro "O Caçador de Pipas", de Khaled Hosseini, direto de um país islamico...

    Existe apenas um pecado, um só. E esse pecado é roubar. Qualquer outro é simplesmente uma variação do roubo. Entende o que estou dizendo?

    ...

    — Quando você mata um homem, está roubando uma vida — disse baba. — Está roubando da esposa o direito de ter um marido, roubando dos filhos um pai. Quando mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade. Quando trapaceia, está roubando o direito à justiça. Entende?"

  1. Thaís disse...:

    Aí Monique !!!! A Gabí respondeu muito bem suas perguntas..... satisfeita??????????

  1. Poonam Pratap disse...:

    Polemico mesmo o assunto.
    Bom, meu conhecimento do mundo islamico é bem pequeno e acabei chegando à blogs como o seu e o da Marina por amar um indiano, q é hindu e não mulçumano, mas, o ponto é amar alguém de uma cultura tão distinta da nossa, e foi isso q me fez chegar aqui.
    No fim das contas até q ponto certos julgamentos nos cabem??
    Só totalmente a favor da causa palestina também e acho q nenhum governo tem sido mais nazista do q o do EUA, q eu de fato, desprezo.
    E é claro q cada país deve ter sua própria cultura e constituição, mas não concordo que o Estado deva determinar a religião de seus cidadãos, mas enfim, concordo que os próprios cidadãos deveriam lutar para mudar aquilo q os oprime e é lógico que sem leis o mundo estaria mais perdido ainda....talvez não haja melhor exemplo de impuninadade e do qto ela pode ser prejudicial à uma nação do q o nosso Brasil, onde crianças são estupradas e esquartejadas e o criminoso anda por aí impune...enfim, mas tb acho q não lutar por leis absurdas, seja aqui ou na China, é ser conivente com elas...não sei nem o q pensar sobre pena de morte apesar de achar justo o ditado "olho por olho e dente por dente" pois matar, estuprar, falsificar medicamentos e bla bla bla...nossa, são crimes prá lá de bárbaros.
    (continua no prox comentario)

  1. Poonam Pratap disse...:

    Thais meu comentario foi enorme e falta ainda um pedaço...rss..mas esqueci até em q parte do meu texto postei...aceita ai q daí posto o restante do meu pensamento ok??
    Bjss...rsss (aff...tô ficando velha)

  1. Poonam Pratap disse...:

    Continuando:De uma forma ou de outra, eu acho muito radical matar uma mulher por adultério, ainda mais por apedrejamento, até mesmo pq sabemos q países q praticam essa barbaridade são paíse extremamente machistas...ou seja, muitas vezes a mulher foi até estuprada mas como não pode provar, é acusada de adultério consequentemente e morta por esse motivo, injustamente!
    No blog conversa afiada (vale a pena conferir), tem um post sobre apedrejamento com o link do filme "The stoning" q conta uma história real de uma caso desses, onde a mulher foi presa e morta por adultério qdo na verdade ela foi estuprada...no fim das contas o marido dela se tornou um assassino numa tentativa extrema de libertá-la, resultado:o marido foi morto com um tiro na cabeça mais ou menos no momento em q ela estava sendo apedrejada....de qq forma, ele ainda morreu muito melhor que ela...Acho absurdo uma mulher perder todos os direitos humanos por cometer adulterio ate mesmo pq quem somos nós pra julgar os motivoss q a levaram a fazer isso?? Não q isso seja certo ou errado, e é claro q é errado mas, as vezes me pergunto q tipo de povo precisa de leis tão rígidas prá manter sob controle uma moral q deveria ser inerente à todos os seres humanos, só penso q de qq forma se vão executar alguém, q seja da forma mais limpa e rápida possível...vcs já assistiram uma execução por apedrejamento???????
    É lógico q no Brasil acontencem crimes talvez mais bárbaros q esse diariamente e os criminosos estão soltos por aí e nós sequer tomamos conhecimento...mas não devemos nos calar nem diante do q acontece aqui, nem do q acontece no resto do mundo.
    Qto a mocinha de 14 anos, óbvio q foi ela foi bem precipitada, muito jovem e imatura prá tais atos , mas o homem é bem mais velho e ainda q ela fosse uma prostituda ele deveria se esquivar de uma situação dessas...afinal...quem sabe a história dessa menina realmente? Ele supostamente deveria ser maiss maduro e evitar essa situação toda. E ela até q ponto tem consciência de tudo o q faz? muito bem colocada a pergunta: onde estão os seus pais???
    Moral é algo extremamente delicado, mas como fui mãe aos 14 anos, seria muito hipócrita de condenar uma garota por ter relação sexual aos 14 anos se eu tive a minha primeira aos 13...lógico q isso choca e q trouxe consequencias devastadoras pro meu futuro, mas, isso não fez de me uma mulher sem princípios...pelo contrário, e hj tenho uma filha de 17 anos q ainda é virgem e teve apenas um namorado e ainda assim aquele namoro bem inocente, tipo mãos dadas..e ela é virgem por opção dela, pois temos uma relação bem franca e procuramos conversar sobre todos os assuntos. Enfim...eu estava passando por uma situação muito dificil na minha vida familiar qdo me deixei ser enganada pela ilusão do amor eterno....mas hj não culpo mais a minha mãe,q claro errou e não soube me proteger tão bem, mas sei q ela fez o melhor q pode e coitada...quase enlouqueceu. O q quero dizer aqui é q cada caso é um caso, e não sei até q ponto nos cabe julgar.
    Apesar de eu ter sido muito ousada ainda bem cedo na vida, aprendi através dessa experiência a solidificar meus valores e aa pagar pelas consequencias dos meus atos, hj, não permito q ninguém me diga q eu presto ou não por ter sido mãe solteira quando ainda era uma criança...enfim!
    Cada cabeça, uma sentença.
    Bjsss